sexta-feira, 21 de julho de 2017

#palavras

O escuro é a luz do silêncio
O silêncio é o prenúncio de um vazio
O vazio vive na ânsia do eco
O eco nunca surge do nada
O nada só o é porque algo existe!

Existir é negar igualmente o nada,
Para este sucumbir com algum eco
Afastando-se rapidamente o vazio
Que sempre nos remete ao silêncio
Trazendo assim a claridade da luz na escuridão.

(Mariavaicomasoutras)


segunda-feira, 17 de julho de 2017

#sentirounaosentireisaquestao

Parei no tempo com dúvidas...
Quantas e tantas vezes disseste
Outras quantas sei que fiz e desfiz
Porquê? Para quê? O quê?
Não sei se fui assaltado...
Ou esteja talvez perturbado
Sem conseguir discernir
Se sentir é estar ao lado
Sempre calado e a sorrir.
Ou quem sabe se colado
Compreender que o teu corpo
É todo ele um dicionário
Onde apreendo o porvir!


(Mariavaicomasoutras)
#reflexosereflexoes

Paira sobre aquele manto uma luz
Que ilumina a face exposta.
Seu brilho diz que a resposta
Está bem escondida na sombra
Que sempre ali se produz.

Logo aí se imobiliza
O pensamento retrógrado
Que pela consciência é negado
Mas por vezes regorgita
Na expressão que utiliza.

Creio que o segredo aí guardado
Tem uma atitude assertiva
Ao equilibrar luz e sombra
Numa dimensão afetiva
Onde o mais puro é o pecado!

(Mariavaicomasoutras)




sábado, 15 de julho de 2017

#carapuça

O não se nascer perfeito
É uma humana condição
Vai-se corrigindo o defeito
Com doses de educação.

Muita gente se apercebe
Qur efeitos secundários tem
Nem toda a gente consegue
Dar aquilo que não tem.

Que enfie a carapuça
Quem achar que lhe convém
Porque só serve a quem serve.
E a alguns ...assenta bem.


(Mariavaicomasoutras) 

quinta-feira, 13 de julho de 2017

#talequal

G_erou-se um rumor imenso
E_ntrou-se na nova era
R_emando contra a maré
I_maginavam-se então
N_ovas, finas e puras práticas
G_orou-se agora a expetativa...
O_nde vagueia a impunidade
N_unca se fará justiça
Ç_erceando-se a verdade
A_h! E quando é que tal se alcança?


(Mariavaicomasoutras)
#segredosnaintimidade

A sombra daquela árvore
Onde me encosto e descanso.
É um recanto tão íntimo
Em que todos os segredos
Se revelam mais seguros
Que um complexo arbóreo
Onde as raízes se entranham
Com uma tal intensidade
Nos terrenos mais escuros
Que a essência da eternidade.


  1. (Mariavaicomasoutras)
#arrepios

Aquela refrescante brisa
Que gostosamente provoca
Reações que se desfiam
Num complexo frenesim.
Enlaça, modela e eterniza
Os momentos que arrepiam
No sentir dentro de mim.

É tão forte o sentimento
Que descrevendo revejo
O passado bem presente 
Num amanhã que há-de vir.
E num arrepio latente
Quem sabe se assim reinvente
O melhor do meu sentir.


(Mariavaicomasoutras)